Planos De Análise E Dicas Importantes

Planos De Análise E Dicas Importantes

A o mundo inteiro que desejam aprender como estudar a Bíblia Sagrada, é primordial ressaltar que a Divina Termo de Deus, conforme Cristianismo, merece respeito e deve ser entendida durante estudo bíblico, para ser posteriormente praticada. Nos casos desse gênero, fala-se de « sentido místico ». Em regra geral, pode-se definir sentido espiritual, entendido segundo a fé cristã, como sentido expresso pelos textos bíblicos, logo que são lidos sob influência do Alma Santo no contexto do mistério pascal do Cristo e da vida nova que resulta dele.

Mas este método, em si mesmo, teve como resultado a declaração de que a tradição néo-testamentária obteve sua origem e tomou sua forma na comunidade cristã, ou Igreja primitiva, mostrando da pregação do próprio Jesus à predigação que proclamação que Jesus é Cristo.

Particularmente a pesquisa do sentido textual da Escritura, sobre que doravante insiste-se tanto, requer os esforços conjugados daqueles que têm competências em matéria de línguas antigas, de história e método como ler a bíblia e entendê-la mais facilmente de cultura, de crítica textual e de estudo de formas literárias, e que sabem utilizar os métodos da sátira científica.

Sob esse lado, Idoso Testamento não tem apenas um sentido histórico — como almejam muitas correntes -, mas também místico, que se estende a Jesus e à sua Igreja nos dias de hoje em dia, na forma de alegorias ou tipologias essenciais à vida cristã.

Idoso Testamento deve ser dividido em (a) livros da Lei (Gênesis – Deuteronômio), que falam sobre as origens do povo judeu e da lei que Deus lhes deu, (b) livros de História (Josué – Ester) que registram fatos importantes sobre os israelitas entre 1.400 e 400 anos a.C.), (c) livros de Sabedoria (Jó – Cântico dos Cânticos) e (d) livros de Profecia (Isaías – Malaquias), que relatam mensagens especiais de Deus para os homens ao longo de 500 anos.

Feliciano Militao: É com muita gratidão e acirrante exaltação que pude perceber que podemos ir muito além ,quando Deus direciona alguma coisa no nosso caminho como se fosse um passo de magica, mas efetivamente é uma possibilidade concedida para ligar ou desligar nosso relacionamento com sobrenatural disciplina e organização percebo que estou desenvolvendo , me envolvendo e me entregando ao amor de Deus através do estudo planejado da sua vocábulo.

Pretendendo reduzir os exegetas ao papel de tradutores (ou ignorando que traduzir a Bíblia já é fazer obra de exegese) e recusando de segui-los em seus estudos, os fundamentalistas não se dão conta de que, por um louvável cuidado de inteira fidelidade à Termo de Deus, em verdade eles entram em caminhos que os afastam do sentido exato dos textos bíblicos assim como da plena confirmação das consequências da Encarnação.

Constatando a distância educacional entre planeta do primeiro século e aquele do século XX, e preocupado em obter que a verdade da que trata a Escritura fale ao varão contemporâneo, Bultmann insistiu na pré-compreensão imprescindível a toda compreensão e elaborou a teoria da interpretação existencial dos escritos do Novo Testamento.

Além desta atenção ao texto em seu contexto histórico original, a Igreja confia em exegetas animados pelo mesmo Deus que inspirou a Escritura para asseverar que « um maior número provável de servidores da Palavra de Deus esteja à profundeza de oferecer verdadeiramente ao povo de Deus maná das Escrituras » ( Divino afflante Spiritu , 24; 53-55; E. B., 551, 567; Dei Verbum , 23; Paulo VI, Sedula cura 1971).

Entre os métodos chamados sincrônicos, ou seja, que se concentram sobre estudo do texto bíblico bem como ele se apresenta ao lente em seu estado final, coloca-se a estudo semiótica que, há uns vinte anos, se desenvolveu bastante em certos patrimônio.

Acho que deveria subsistir um movimento em nosso meio acadêmico para que se estimulasse a tradução de livros ótimos que existem em inglês, alemão e galicismo ou outros, porque hispânico é simples de ler ( esqueci de mencionar italiano), para termos aproximação inacabável a cultura bíblica e busca.

Com a utilização deste último método, a série das diferentes etapas do método histórico-crítico transformou-se mas completa: da sátira textual passa-se a uma sátira literária que decompõe (pesquisa das fontes), depois a pesquisa crítico das formas, enfim a uma análise da redação, que é atenta ao escrito em sua constituição.

É evidente, pequeno número de livros exigem estudo mais profundo para compreendê-los―como aqueles que mostram os requisitos legais da lei de Moisés; aqueles que são poéticos, incluindo coleções de canções (Salmos) e de ditados sábios (Provérbios); e aqueles que profetizam informações futuros (pequeno número de já cumpridos e outros ainda a serem cumpridos no futuro).

Por exemplo, contexto de Mt 1,23 dá um sentido pleno ao prognóstico de Is 7,14 sobre a almah que conceberá, utilizando a tradução dos Setenta (parthenos): « A virgem conceberá ». ensinamento patrístico e conciliar sobre a Trindade expressa sentido pleno do ensinamento do Novo Testamento sobre Deus Pai, Filho e Anjo.

Isso fez lorde Frederic Kenyon dizer: ‘ número de manuscritos do Novo Testamento, de antigas traduções a arrebentar dele, e de citações dos mas antigos escritores da Igreja, é tão grande que é praticamente certo que a análise genuína de cada passagem duvidosa esteja preservada em alguns ou em outras dessas autoridades antigas.

No desejo de estabelecer a cronologia dos textos bíblicos, esse gênero de sátira literária se limitava a um trabalho de cortes e de dissolução para distinguir as várias fontes e não dava uma atenção suficiente à estrutura final do texto bíblico e à mensagem que este exprime em seu estado atual (mostrava-se magra estima pela obra dos redatores).

Porque uma concordância lista cada uso de uma vocábulo própria, é extremamente útil para compilar, examinar e confrontar todas as escrituras sobre um determinado objecto, deixando-lhe conseguir uma visão por norma geral de quase qualquer matéria.

Segundo a Divino afflante Spiritu , a procura do sentido textual da Escritura é uma tarefa forçoso da exegese e, para satisfazer esta tarefa, é necessário instituir gênero literário dos textos (cf E.B., 560), que se concretizas com a ajuda do método histórico-crítico.

Em secção, graças a inadequações tanto na obra popular quanto acadêmica da Bíblia, um número crescente de estudiosos passou a tutelar que chamam de versão teológica das Escrituras”. A Bíblia é Palavra de Deus para todas e cada uma das épocas que se sucedem.

Seguramente não é provável que cada cristão faça pessoalmente as pesquisas de todos os gêneros que permitam compreender melhor os textos bíblicos. Quanto melhor você conhece sua teologia que a Bíblia possui a manifestar sobre um determinado objecto, melhor será a sua compreensão geral das Escrituras.

Usualmente, seu entendimento das palavras será culpado, logo tente descobrir um significado mútuo que satisfaça suas dúvidas e ajustado com resto dos seus estudos. As habilidades para a interpretação da Bíblia são idênticas, mecanicamente, para ler um documento secular.

Este material foi preparado para você que saber Como Ler a Bíblia em Vivenda, encetar a estudar a bíblia sozinho e não suspender de ler até apreender que está escrito. Deste modo, graças aos esforços de todos, a Igreja prosseguirá missão que lhe foi confiada « de tomar pão da vida sobre a mesa da Vocábulo de Deus bem como sobre a mesa do Corpo do Cristo para oferecê-lo aos fiéis» ( Dei Verbum , 21).

A concordância de Strong e a de Young são livros enormes, porém dão breves explicações sobre as palavras no original hebraico e grego e por isso são apropriadas para estudos mas detalhados. Apenas considere ler Apocalipse em sua Bíblia de Estudo se for cristão há um bom tempo e possuir um bom entendimento de profecias.